Quais as características de uma tenso estrutura?

 

Com registros que datam há mais de dois mil anos, a estruturada tensionada ou tenso estrutura é, sem nenhuma dúvida, uma das grandes revoluções da engenharia arcaica.

Partindo de um princípio muito simples, essas estruturas são capazes de fornecer cobertura a grandes áreas de forma extremamente segura e eficiente.

Isso é possível graças às características que apresentam – tanto no caso de estruturas pneumáticas quanto de estruturas tencionadas de malha ou de membrana. Mas quais são essas características? É o que você descobrirá na sequência.

 

Possibilidade de ser desmontada

Atualmente, existem diversos tipos de estruturas em caráter permanente, principalmente as utilizadas em grandes construções, como é o caso de alguns museus e estádios de esporte.

No entanto, como foi criada pelos ciganos, povo nômade por natureza, uma das principais características dessa estrutura está no fato de poder ser montada e desmontada conforme a necessidade.

Cada vez mais, produtores de eventos e engenheiros percebem a necessidade de se deslocarem até onde o publico está, e a tensoestrutura implica em maior comodidade.

 

Translucidez

Nos projetos de engenharia modernos, a eficiência energética ganha cada vez mais importância, sendo que coberturas à base de tensor podem contribuir muito para alcançar essa eficiência.

Com a cobertura, é possível obter uma iluminação natural difusa, capaz de dosar a luz por todo o ambiente sem causar sombra. Além disso, a maioria dos materiais empregados nas coberturas é capaz de diminuir a incidência de raios ultravioletas, protegendo produtos, acabamentos e mesmo pessoas que se encontram no interior do espaço coberto.

É interessante notar que essa capacidade de transmissão e distribuição de luz no interior da estrutura permite até mesmo o crescimento de plantas, e pode dar um aspecto mais lúdico por meio da capacidade de reflexão do material, como os projetos que utilizam luzes de diferentes cores.

 

Relação custo-benefício vantajosa

Como qualquer outra solução que possibilita uma enormidade de benefícios, o preço deste tipo de cobertura ainda é bastante alto se comparado às demais soluções de engenharia existentes e de aplicação mais comum, como estruturas de concreto armado.

No entanto, esse preço mais elevado ainda é baixo quando comparado aos demais benefícios, já que as estruturas podem facilmente ser dobradas, desmontadas e transportadas para todos os lugares que se desejar, economizando não somente com a construção, mas também com todo o processo logístico.

 

Isolamento térmico

Apesar de os materiais utilizados na produção das membranas não serem suficientes para proporcionar maior conforto térmico às pessoas que ocuparão o espaço, este problema pode ser contornado de forma simples, como ao utilizar uma camada adicional de tecido mais fino e barato.

Estudos mostram que essa solução simples pode fazer com que o coeficiente térmico passe de 4,5 W/m2K para 2,6 W/m2K em estruturas com peso de 1,2Kg/m2 utilizando um tecido de 200 mm.

 

Uso com grandes vãos

A tensoestrutura possui o material mais leve dentre todas as soluções de coberturas existentes na engenharia atual, variando de 1,2 kg/m2 a 6 kg/m2 – valores extremamente baixos.

Na prática, isso significa que ela é capaz de oferecer vãos infinitamente maiores que os valores máximos capazes de serem suportados por estruturas de aço ou de concentro armado.

Alta resistência ao fogo

Como existem diversos materiais que podem ser aplicados na constituição de tensoestruturas, a capacidade de resistência ao fogo varia muito de uma estrutura para outra.

Por exemplo, membranas produzidas a partir de poliéster ou PVC não são capazes de resistir a temperaturas a partir dos 70 °C. Já as membranas produzidas a partir de fibra de vidro são capazes de suportar temperaturas que beiram os 1.000 °C, apesar de soltarem fumaça tóxica quando contêm PTFE em sua composição.

 

Durabilidade

Este fator também depende diretamente do tratamento dado aos materiais que compõem a cobertura. Mas, de maneira geral, esse tipo de estrutura possui grande vida útil, em especial aquelas que são utilizadas em construções permanentes.

Os tratamentos mais comuns dados aos materiais incluem proteção anti-chamas, contra fungos e mofos e, dependendo do local em que será instalada, resistência à umidade, poluição e raios ultravioletas.

Apesar de todas essas características altamente vantajosas, este tipo de estrutura ainda é pouco utilizado no Brasil devido principalmente à falta de conhecimento. Mas pode ser uma econômica e sustentável solução arquitetônica, especialmente se considerarmos que, quando utilizada em climas tropicais, seus benefícios são potencializados.

Gostou do nosso artigo? Deixa um comentário